Categoria: Uncategorized

#

No dia 08 de abril de 2021 o Brasil registrou 345.025 mil óbitos acumulados por Covid-19.
No dia 07 de abril de 2021 o Brasil registrou 340.776 mil óbitos acumulados por Covid-19.
No dia 06 de abril de 2021 o Brasil registrou 336.947 mil óbitos acumulados por Covid-19.
No dia 05 de abril de 2021 o Brasil registrou 332.752 mil óbitos acumulados por Covid-19.
No dia 04 de abril de 2021 o Brasil registrou 331.433 mil óbitos acumulados por Covid-19.
No dia 03 de abril de 2021 o Brasil registrou 330.193 mil óbitos acumulados por Covid-19.
No dia 02 de abril de 2021 o Brasil registrou 328.206 mil óbitos acumulados por Covid-19.

 

ACUMULAÇÃO

É o registro da ação artística que eu realizei durante o período de 7 dias, entre 02 e 08 de abril de 2021. Eu utilizei as mídias sociais como suporte para compartilhar o processo dos meus registros fotográficos com o público que está conectado na minha rede social online.

As fotografias foram produzidas com a câmera do meu smartphone, e neste mesmo dispositivo móvel também está instalado um aplicativo de publicação e compartilhamento de fotos instantâneas em mídias sociais, onde existe um recurso de postagens efêmeras conhecido como “stories”, e que permite que a publicação “informal” fique disponível no ar por 24 horas.

Registro de tela em dispositivo móvel com fotografia publicada no stories de rede social.

Registro de tela em dispositivo móvel com fotografia publicada no stories de rede social.

Foram 7 publicações ao longo de uma semana, onde cada uma era composta por 2 fotografias digitais no formato vertical – uma em seguida da outra. Cada foto foi exibida no storie por cerca de 5,85 segundos até que passasse automaticamente para a foto seguinte.

A ação aconteceu de forma sistemática, em acompanhamento as atualizações dos dados obtidos no portal “susanalitico.saude.gov.br” que registra o número de óbitos acumulados por Covid-19 no Brasil. As fotos foram produzidas diariamente, com base nos dados atualizados no analítico do portal.

Registro de tela em dispositivo móvel com acesso ao portal https://susanalitico.saude.gov.br em 04 de abril de 2021

Registro de tela em dispositivo móvel com fotografia publicada no stories de rede social.

Registro de tela em dispositivo móvel com fotografia publicada no stories de rede social.

O motivo da ação foi prestar solidariedade às milhares de pessoas que perderam algum ente querido por Covid-19 desde o início da pandemia. Os números que foram carimbados em máscaras cirúrgicas descartáveis; no tórax de um corpo; em fitas zebradas afixadas em portas de aço; em envelopes de depósito bancário; e até a intervenção na numeração (ml) em seringas descartáveis; todos estes representam as vidas extraídas pela maneira como é encarada a pandemia de Covid-19 no Brasil. Seria uma forma de sintetizar, por meio dessas fotografias, os fatos que tentam retratar a complexidade do momento em que vivemos: negação, desinformação, “necropolítica”, desemprego, aumento dos preços, auxílio emergencial, o fecha e abre da economia, a urgência da vacina, a resistência à vacina, entre tantos outros fatos somados ao desrespeito à vida.

Registro de tela em dispositivo móvel com acesso ao portal https://susanalitico.saude.gov.br em 05 de abril de 2021

Registro de tela em dispositivo móvel com fotografia publicada no stories de rede social.

Registro de tela em dispositivo móvel com fotografia publicada no stories de rede social.

Na totalidade da ação, a subjetividade no apelo da imagem se refere ao descarte da vida. Os números de óbitos acumulados que ganham novas proporções a cada dia são cotidianamente naturalizados por indivíduos que expressam ignorância e morbidez. É importante registrar que estes óbitos acumulados são dos corpos que já tiveram vidas, que estavam distribuídas neste vasto território, e cada uma delas continha um universo familiar.

A opção pela ação artística acontecer na mídia social tem muitos sentidos que devem ser notados pelo expectador que se dispõe em aceitar as aparições dos registros fotográficos como uma interferência na sua confortável rede sociail.

Registro de tela em dispositivo móvel com acesso ao portal https://susanalitico.saude.gov.br em 06 de abril de 2021

Registro de tela em dispositivo móvel com fotografia publicada no stories de rede social.

Registro de tela em dispositivo móvel com fotografia publicada no stories de rede social.

Big Mural

 

Em fevereiro de 2020 eu pintei esse mural em grande escala na região central de Santo André.

Foram usados cerca de 150 lts de tinta para preencher todo o paredão de 130m² – sim, foram várias demãos.

Meus agradecimentos a Tintas Coral com o projeto #Tudodecor e ao grande parceiro, Fred Chalub pelo belíssimo vídeo.

O mural está localizado na Av. João A. A. Amazonas, Vila Bastos, em Santo André – SP. Brasil.

Curso online de Arte Urbana

https://www.rseducacao.com.br/imglivres/arte_urbana.jpg
OBJETIVOS DO CURSO:

O curso pretende disseminar dados e informações relevantes a respeito da arte urbana no Brasil tomando por base as vivências, os estudos e pesquisas do arte-educador e artista urbano Thiago Vaz e da jornalista e historiadora Mariana Zenaro. Vaz vem realizando desde o ano de 2015 com a idealização da ELAU, cujo objetivo é investigar os aspectos mais notórios da prática artística da arte urbana desde o seu surgimento – considerando o período de maio de 1968 – até os dias atuais. Por outro lado Mariana Zenaro se especializou em Bens Culturais: Cultura, Economia e Gestão e realiza uma pesquisa profunda sobre a arte urbana no Brasil.

  • TÓPICOS

– Cronologia dos principais fatos que marcaram períodos importantes
de evolução das práticas artísticas inerentes a arte urbana no Brasil.
– Diversidade dos trabalhos.
– Técnicas.
– Estilos e abordagens plurais.
– Biografias de artistas consagrados e artistas emergentes no seguimento
dos quais muito tem contribuído para o reconhecimento social e artístico
da arte urbana no Brasil.

  • DOCENTES

THIAGO VAZ – ARTISTA URBANO E ARTE EDUCADOR
Bacharel em comunicação social pela Faculdade Editora Nacional. Fez residência artística no Atelierhaus Salzamt (Áustria). Seu trabalho já percorreu instituições como o Museu Afro Brasil, Casa do Olhar e Ö Kulturquartier (Áustria). Em 2015, Thiago Vaz idealizou a Escola Livre de Arte Urbana – ELAU, cujo projeto independente mobilizou atores importantes da arte urbana para ofertar conhecimento de forma direta ao público.

MARIANA ZENARO – JORNALISTA E HISTORIADORA
É pós-graduada no MBA em Bens Culturais: Cultura, Economia e Gestão pela FGV e pós-graduanda na especialização em Arte: Crítica e Curadoria, pela PUC– SP. Frequentou a Escola do Museu de Arte de São Paulo (MASP) por 5 anos. Trabalhou em Museus, Arquivos e Instituições Culturais. Foi voluntária no Centro de Documentação e Biblioteca do Museu de Arte Moderna de São Paulo. Ministra cursos sobre história da arte e patrimônio cultural em diversas instituições culturais e fundações. Atualmente atua como produtora cultural e pesquisadora em projetos independentes.

Curso síncrono online – ao vivo – no dia 29 de agosto das 14h às 18h.
INVESTIMENTO: R$ 90,00

 

Workshop – Como desenhar Los Primus

workshop, arte educação, artes visuais, oficina,
Além de artista visual, Thiago Vaz também é arte educador e nesse workshop “Como desenhar Los Primus”,o público terá a oportunidade de entender o processo artístico do qual o artista conseguiu obter êxito na forma com que desenha os personagens do seu trabalho mais recente, Los Primus.
 
Em cada encontro Vaz irá compartilhar os caminhos percorridos para chegar no resultado desse trabalho, seguido por pesquisa iconográfica que conta com os grafismos da arte indígena de diferentes povos, até a incorporação de elementos estéticos da caligrafia do Pixo de São Paulo.
 
Os participantes desenharão Los Pimus junto com Thiago Vaz, mas eles serão provocados a elaborar os seus próprios desenhos ao longo do percurso.

 

Exposição

HABITUAL – BY Thiago Vaz

Open 24 jul.

Exhibition 25 jul – 15 ago 2019

Espaço Kanafai – Majaz

Street: Fortunato, 88, Vila Buarque, São Paulo, Brazil