Tag: arte urbana

OCUPAÇÃO COM INTERVENÇÕES ARTÍSTICA NA UFABC

A obra Los Primus na Ocupação Artística UFABC 2021.

Em outubro de 2021 o artista visual, Thiago Vaz, realizou junto a outros artistas da Região do Grande ABC e São Paulo, a ocupação artística com intervenções de arte urbana no saguão do bloco Beta do Campus de São Bernardo do Campo, da Universidade Federal do ABC (UFABC).

A ocupação foi realizada com o apoio da Associação de Docentes da UFABC (ADUFABC) que celebrou seus 10 anos de atividade e os 15 anos da UFABC, e em parceria com o Comitê Centenário Paulo Freire no ABCDMRR, celebrou o centenário de Paulo Freire com a pintura de murais em sua homenagem na ocupação; e também a ONG Ação Educativa — no âmbito do Encontro Estéticas das Periferias 2021.

Nessa ocupação, Thiago Vaz contribuiu com a pintura de seus poéticos visuais, Los Primus, que retrataram a transmissão de conhecimento e saberes populares entre si até que uma dessas personagens pudesse adentrar uma das janelas de vidro que dá acesso à biblioteca do Campus. De maneira lúdica, a obra enfatiza o percurso que jovens periféricos, quilombolas, caipiras e indígenas levam para a universidade quando ousam acessá-la, na intenção de proporcionar a troca de conhecimentos e saberes em meio a universidade pública.

Os artistas que realizaram as intervenções foram Bete Nóbrega (São Paulo/SP), Daniel Melim (São Bernardo do Campo/SP), Kel (Mauá/SP), Mel Zabunov (São Bernardo do Campo/SP) e Thiago Vaz (Ribeirão Pires/SP).

Mural – Orgulho Negro.

O mural de Thiago Vaz, “Orgulho Negro”, faz homenagem à representatividade de pessoas afrodescendentes em aspecto contemporâneo ao início dessa segunda década do século XXI.

Para o artista, toda manifestação artística que deseja retratar e/ou representar a diversidade étnica dos povos que, infelizmente ainda sofrem com as perseguições racistas, deveriam ser concebidas com mais cuidado para não perpetuarem os estigmas deste sofrimento. Neste ano de 2021, cujo território brasileiro ainda segue desgovernado com movimentos retrógrados, torna-se imprescindível a afirmação do orgulho negro; do orgulho indígena, do orgulho feminino, do orgulho caipira, do orgulho nordestino, do orgulho LGBTQIA+, e de tantos outres.

 

Mural em São Paulo faz homenagem a escritora Ruth Guimarães.

No ano de 2020, o artista Thiago Vaz realizou a pintura de um mural, cuja narrativa foi inspirada na vida e obra de Ruth Guimarães.

Com as dimensões de 184 metros quadrados, o mural retratou a trajetória da primeira escritora mulher negra brasileira a ter projeção nacional na literatura.

 

A pintura de Thiago enfatiza três pontos marcantes, fazendo referência aos três momentos da vida escritora:

  1. Período de vivências na fazenda, em Cachoeira Paulista;
  2. Período de produção literária e a consagração no meio literário;
  3. O legado de sua produção literária e de seu trabalho na educação para substanciar o imaginário das novas gerações.

Para o artista, ter a vida e a obra da escritora Ruth Guimarães como inspiração para pintar o mural no mesmo ano de seu centenário, em uma biblioteca pública na cidade de São Paulo, foi bastante simbólico.

O mural integra o Museu de Arte de Rua de São Paulo (MAR), da Secretaria municipal de Cultura.

Big Mural

 

Em fevereiro de 2020 eu pintei esse mural em grande escala na região central de Santo André.

Foram usados cerca de 150 lts de tinta para preencher todo o paredão de 130m² – sim, foram várias demãos.

Meus agradecimentos a Tintas Coral com o projeto #Tudodecor e ao grande parceiro, Fred Chalub pelo belíssimo vídeo.

O mural está localizado na Av. João A. A. Amazonas, Vila Bastos, em Santo André – SP. Brasil.

Workshop – Como desenhar Los Primus

workshop, arte educação, artes visuais, oficina,
Além de artista visual, Thiago Vaz também é arte-educador, e nesse workshop “Como desenhar Los Primus”,o público terá a oportunidade de entender o processo artístico do qual o artista conseguiu obter êxito na forma com que desenha os personagens do seu trabalho mais recente, Los Primus.
 
Em cada encontro Vaz irá compartilhar os caminhos percorridos para chegar no resultado desse trabalho, seguido por pesquisa iconográfica que conta com os grafismos da arte indígena de diferentes povos, até a incorporação de elementos estéticos da caligrafia do Pixo de São Paulo.
 
Os participantes desenharão Los Pimus junto com Thiago Vaz, mas eles serão provocados a elaborar os seus próprios desenhos ao longo do percurso.